sexta-feira, 9 de março de 2018

Linguagens da Honra

1-Honra é a semente da longevidade
Ex. 20:12. Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá.
Os são os geradores da nossa vida na terra. Através deles temos nossa vida na terra, assim como através do patrão temos o emprego, através do cônjuge temos casamento, etc. Quando honramos esses geradores, teremos longevidade naquilo que eles nos proporcionam. Se são pais, longevidade na vida, se cônjuge longevidade no casamento, se patrão longevidade no trabalho, etc.

2-Honra tem o poder da iniciação.
Ef. 6:2. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa),
A honra deu início aos mandamentos com promessa.
É interessante ver que a honra antecede a novas estações, por exemplo:
Quando a pessoa vai iniciar sua vida de casado, há uma cerimônia de honra que se chama casamento.
Quando uma pessoa passa da vida de estudante para a vida de um profissional, há uma cerimônia de honra chamada formatura.
A honra inicia novos tempos.
Quando precisamos iniciar um novo tempo em nossos relacionamentos, em nossas finanças, em nossa vida conjugal, uma boa receita é procurar uma oportunidade de honrar.

3-Honra é uma semente que você planta e colhe.
4-Honra abre portas.

Por quê devemos honrar?

1º Porque é um mandamento.
Rm 13:7. Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra.
2º Porque nós colheremos excelentes frutos.
ISm. 2:30... aos que me honram eu honrarei.

A quem honrar?

A Deus, o Pai
Deus é, acima de todos digno de ser honrado.
I Sm. 2:29:30.
Ap. 4:11. Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder,
porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas.

“E todos os anjos estavam em pé ao redor do trono e dos anciãos e dos quatro seres viventes, e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus, dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ações de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amém.” ( Ap. 7: 11 – 12 )

Como honrá-Lo:

Com os bens:
“Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda; assim se encherão de fartura os teus celeiros, e trasbordarão de mosto os teus lagares.” ( Pv. 3: 9 e 10 )

Com atos de compaixão:
“O que oprime ao pobre insulta ao seu Criador; mas honra-o aquele que se compadece do necessitado.” ( Pv. 14: 31 )

Andando em justiça:
“Coroa de honra são as cãs, a qual se obtém no caminho da justiça.” ( Pv. 16: 31 )

Com palavras sinceras e verdadeiras:
Mc. 7:6. Respondeu-lhes Bem profetizou Isaías a respeito de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.
Tempo:
Não posso honrar ao Senhor sem dedicar tempo a Ele

Bens:
Pv. 3:9. Honra ao SENHOR com os teus bens
e com as primícias de toda a tua renda;

A quem mais honrar:

A Jesus, o Filho:
“Porque o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o julgamento, para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou.” ( Jo. 5: 22 e 23 )

A quem é devido:
“Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra.” ( Rm. 13: 7 )
A quem mais devemos honrar?

Aos pais:
Os primeiros que devem receber honra, da nossa parte, devem ser os nossos pais. ( Ex. 20: 12 )

Aos maridos:
“20 Quando for ouvido o mandado, que o rei decretar em todo o seu reino, vasto que é, todas as mulheres darão honra a seu marido, tanto ao mais importante como ao menos importante.” ( Et. 1: 20 )
“33 Assim também vós, cada um em particular ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.” ( Ef. 5: 33 )

Às esposas:
“Igualmente vós, maridos, coabitai com ela com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; g para que não sejam impedidas as vossas orações.” ( 1Pd. 3: 7 )
Aos que se empenham na obra de Cristo

“29 Recebei-o, pois, no Senhor, com toda a alegria, e honrai sempre a homens como esse; 30 visto que, por causa da obra de Cristo, chegou ele às portas da morte e se dispôs a dar a própria vida, para suprir a vossa carência de socorro para comigo.” ( Fp. 2: 29 – 30 )

Aos que são fiéis às autoridades ( Et. 6: 2, 3, 10 e 11 ):

“2 E achou-se escrito que Mardoqueu tinha dado notícia de Bigtã e de Teres, dois eunucos do rei, dos da guarda da porta, de que procuraram pôr as mãos sobre o rei Assuero. 3 Então, disse o rei: Que honra e galardão se deu por isso a Mardoqueu? E os jovens do rei, seus servos, disseram: Coisa nenhuma se lhe fez. 10 Então, disse o rei a Hamã: Apressa-te, toma a veste e o cavalo, como disseste, e faze assim para com o judeu Mardoqueu, que está assentado à porta do rei; e coisa nenhuma deixes cair de tudo quanto disseste. 11 E Hamã tomou a veste e o cavalo, e vestiu a Mardoqueu, e o levou a cavalo pelas ruas da cidade, e apregoou diante dele: Assim se fará ao homem de cuja honra o rei se agrada!”

Aos líderes de destaque:

I Tm. 5:17. Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina.

Aos patrões:
“Todos os servos que estão debaixo do jugo estimem a seus senhores por dignos de toda a honra, para que o nome de Deus e a doutrina não sejam blasfemados.” ( 1Tm. 6: 1 )

Aos líderes da igreja:
Gl. 6: 6. Mas aquele que está sendo instruído na palavra faça participante de todas as coisas boas aquele que o instrui. 7 Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.

Três linguagens universais da honra:

1º Palavras sinceras e verdadeiras;
Mc. 7:6. Respondeu-lhes Bem profetizou Isaías a respeito de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.
2º Tempo;
Não posso honrar ao Senhor sem dedicar tempo a Ele

3º Bens;
Pv. 3:9. Honra ao SENHOR com os teus bens
e com as primícias de toda a tua renda;

Malaquias 1: 6 O filho honra o pai, e o servo, ao seu senhor. Se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o respeito para comigo? — diz o SENHOR dos Exércitos a vós outros, ó sacerdotes que desprezais o meu nome. Vós dizeis: Em que desprezamos nós o teu nome? 7 Ofereceis sobre o meu altar pão imundo e ainda perguntais: Em que te havemos profanado? Nisto, que pensais: A mesa do SENHOR é desprezível. 8 Quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal? Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? — diz o SENHOR dos Exércitos.

sábado, 3 de março de 2018

101-year-old Jew woman accepts Jesus as Savior

Ministry shows the importance of perseverance in evangelization.


The ministry "Jews for Jesus" is the most active mission in the world in the evangelization of the descendants of Abraham, Isaac and Jacob.Founded in 1973 by Martin Rosen, a Jew who recognized Christ as his Messiah and became a Baptist pastor, the mission is present in many countries (including Israel) and has more than 200 full-time missionaries.

The truthful story told on the first day of March tells of the work of the missionary Susan Perlman, deputy director of the "Jews for Jesus". Living in San Francisco, California, she flew across the country to visit Cynthia, a 101-year-old Jewish woman living in New York.

They had been talking on the phone and on the internet for a few weeks. When Susan heard that Cynthia was ready to make a decision, she took the first flight to hold the old woman's hands as she prayed confessing Yeshua (Jesus) as her Messiah and Savior.

The centenary lady's contact with the evangelical mission took place through Lisa, Cynthia's godson, who had received Jesus and shared it with her godmother.

After Cynthia's decision she was accompanied by Shoshanah (one of the missionaries at the base in New York), who immediately began to study the Bible with the new convert who, because of her age, has special needs.

This testimony is being released by the mission not only because it is a beautiful story, but also because it is a reminder of the importance of perseverance in evangelism. There is no age limit so that someone can decide to stand by Christ and spend all eternity with him. 

With information from Jews for Jesus

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Billy Graham’s Incredible Ministry and His Incredible Marriage

Billy’s marriage to Ruth was a partnership that had a worldwide impact.
 
In the wake of Billy Graham’s death at age 99, the media is naturally focusing on the unparalleled impact the evangelist had around the world. As the Billy Graham Evangelistic Association reports, “Throughout his life, Billy Graham preached the gospel of Jesus Christ to some 215 million people who attended one of his more than 400 Crusades, simulcasts and evangelistic rallies in more than 185 countries and territories. He reached millions more through TV, video, film, the internet, and 34 books.”
But one aspect of Graham’s life may not receive focus—his marriage of over 63 years to Ruth Bell Graham. And that is unfortunate, because their marriage is a grand story in itself.
Billy and Ruth met when they were students at Wheaton College. Ruth grew up in China as the daughter of missionaries, and she had planned to become a missionary herself. After Billy proposed, she eventually decided that God was calling her to a different path, so she set aside her own personal goals to become Billy’s wife. 
After Ruth died in 2007, it was interesting to see some writers discuss this decision made back in 1941, as if it was quaint and old fashioned, and perhaps a bit tragic. How many modern women, they said, would make the same choice? One writer for The Washington Post wrote, “What a sign of those times, one might say. Or, how sad. The world will never know what else Ruth Graham … could have accomplished …”
What the world often fails to understand is that God often calls people to set aside their own plans in order to follow Him … and then He uses them in greater ways as a result. When God put this couple together, He created an incredible partnership in which each person made the other stronger and more effective in reaching people for Christ. Ruth, for example, was put in a position where all her gifts—for writing, for raising children, for influencing others—could flourish. God used her in ways she could never have imagined. 
An essential element of Billy Graham’s impact was his marriage to Ruth—a woman who provided love, counsel, and spiritual guidance. A true partner who gave him a secure home life and retreat. 
As Robert Schuller, former pastor of the Crystal Cathedral in Southern California, said: “I think Ruth Graham is the most powerful woman of the 20th century. Not one of the most, but the most powerful woman, because Billy Graham’s ministry is unmatched in history and she was the woman behind his success.”
A strain on his home life
After his 1949 crusade in Los Angeles, Graham’s fame and influence exploded, and he began holding crusades around the world. This often put a strain on his marriage and family life, because he was often gone for weeks and even months at a time.
“I now warn young evangelists not to make the mistakes I did,” he wrote in his autobiography, Just As I Am. “But Ruth reminds me that the situation is different today. There are many more evangelists and far more Christian programs on television and radio, so perhaps the need for constant travel is less necessary. When I started years ago, I was responding to an urgent need in the best way I knew how. And God has been faithful.”
He went on to write, “The secret of Ruth’s survival was in her commitment—not only her marriage commitment before God of her love for me, but also her ministry commitment of the two of us to the Lord’s purpose for our lives together. And Ruth will be the first to say that she loved her part—staying home with the children.”
They didn’t have a perfect marriage, he wrote, “but we have a great one.” By that, he meant that they learned, with God’s grace, to live with each other’s imperfections. In fact, one of Ruth’s well-known quotes is, “A happy marriage is the union of two forgivers.”
Some of the best insights into their marriage emerged after Ruth’s death. At her memorial service, Billy said, “She was an incredible woman. We were married for nearly 64 years. I wish you could look into the casket because she’s so beautiful. I sat there for a long time just looking at her and praying, because I know she had a great reception in heaven.”
Anne Graham Lotz, one of their daughters, said, “She loved our daddy, and she taught us to love and adore him. But there was something in her life that was greater than her love for our daddy, and that was her love for Jesus and her love for God’s Word.”
Staying faithful
A man like Billy Graham will always have critics. There were some who didn’t like Billy Graham’s evangelical theology. He was criticized for some of his friendships with presidents. But he avoided any hint of scandal over his marriage and his personal life. 
In the early days of Graham’s ministry, his team took steps to avoid some of the traps that had ensnared other evangelists. He wanted to ensure that he stayed faithful to Ruth, so the team instituted what some today call the “Billy Graham Rule.” As Graham explained it in Just As I Am:
We all knew of evangelists who had fallen into immorality while separated from their families by travel. We pledged among ourselves to avoid any situation that would have even the appearance of compromise or suspicion. From that day on, I did not travel, meet, or eat alone with a woman other than my wife. We determined that the Apostle Paul’s mandate to the young pastor Timothy would be ours as well: ‘Flee … youthful lusts’ (2 Timothy 2:22, KJV).
The secret
In the wake of Billy’s death, two quotes appear on the Billy Graham Association website.
The first is from Billy Graham: “My one purpose in life is to help people find a personal relationship with God, which I believe comes from knowing Christ.”
The second is from Ruth, reminiscing on what attracted her to Billy: “He was a man who had a purpose, a dedication in life; he knew where he was going. He wanted to please God more than any man I’d ever met.”
These words say a lot about the secret to a successful marriage—even one where the husband was constantly traveling. For Billy and Ruth Graham, it was all about serving Christ … together.
Visit the memorial site online at the Billy Graham Evangelistic Association and read the articles in the tribute to Billy Graham at Christianity Today.
Also, read Ruth’s thoughts on incompatibility in marriage.

Let Us HelpContact UsDonateSubscribe
Copyright © 2018 FamilyLife. All rights reserved.
 

O incrível ministério de Billy Graham ... e seu casamento incrível

O casamento de Billy com Ruth foi uma parceria que teve um impacto mundial.

Na sequência da morte de Billy Graham aos 99 anos, a mídia está naturalmente focada no impacto incomparável que o evangelista teve em todo o mundo. Como a Associação Evangélica Billy Graham relata: "Ao longo de sua vida, Billy Graham pregou o evangelho de Jesus Cristo a cerca de 215 milhões de pessoas que participaram de uma de suas mais de 400 Cruzadas, simulações e manifestações evangelísticas em mais de 185 países e territórios. Ele alcançou milhões de outros através de TV, vídeo, filme, internet e 34 livros ".
Mas um aspecto da vida de Graham pode não receber foco - seu casamento de mais de 63 anos com Ruth Bell Graham. E isso é infeliz, porque seu casamento é uma grande história em si mesmo.
Billy e Ruth conheciam-se quando eram estudantes do Wheaton College. Ruth cresceu na China como a filha dos missionários, e tinha planejado se tornar uma missionária. Depois que Billy propôs, ela finalmente decidiu que Deus a estava chamando para um caminho diferente, então ela colocou seus próprios objetivos pessoais para se tornar a esposa de Billy. 
Depois que Ruth morreu em 2007, foi interessante ver alguns escritores discutir esta decisão feita em 1941, como se fosse pitoresca e antiga e talvez um pouco trágica. Quantas mulheres modernas, segundo eles, fariam a mesma escolha? Um escritor do The Washington Post escreveu: "Que sinal daqueles tempos, pode-se dizer. Ou, quão triste. O mundo nunca saberá o que mais Ruth Graham ... poderia ter realizado ... "
O que o mundo muitas vezes não consegue entender é que Deus muitas vezes chama as pessoas a deixar de lado seus próprios planos para segui-Lo ... e então Ele as usa de maneira mais ampla como resultado . Quando Deus juntou este casal, criou uma parceria incrível em que cada pessoa tornou o outro mais forte e mais eficaz para alcançar as pessoas para Cristo. Ruth, por exemplo, foi colocada em posição onde todos os seus presentes - para escrever, criar filhos, influenciar os outros - poderiam florescer. Deus a usava de maneiras que nunca poderia ter imaginado. 
Um elemento essencial do impacto de Billy Graham foi seu casamento com Ruth - uma mulher que forneceu amor, conselho e orientação espiritual. Um verdadeiro parceiro que lhe deu uma vida doméstica segura e retiro. 
Como Robert Schuller, ex-pastor da Crystal Cathedral no sul da Califórnia, disse: "Eu acho que Ruth Graham é a mulher mais poderosa do século XX. Não é uma das mais, mas a mulher mais poderosa, porque o ministério de Billy Graham é incomparável na história e ela era a mulher por trás do seu sucesso ".
Uma pressão sobre a vida em casa
Depois de sua cruzada de 1949 em Los Angeles, a fama e a influência de Graham explodiram, e ele começou a ter cruzadas ao redor do mundo. Isso muitas vezes colocou uma pressão sobre o seu casamento e vida familiar, porque muitas vezes ele foi por semanas e até por meses de cada vez.
"Agora aviso aos jovens evangelistas que não cometem os erros que fiz", escreveu ele em sua autobiografia, Just As I Am . "Mas Ruth me lembra que a situação é diferente hoje. Há muitos mais evangelistas e muito mais programas cristãos na televisão e no rádio, então talvez a necessidade de viagens constantes seja menos necessária. Quando comecei há anos atrás, estava respondendo a uma necessidade urgente da melhor maneira que eu sabia. E Deus foi fiel ".
Ele continuou a escrever: "O segredo da sobrevivência de Rute estava em seu compromisso - não apenas seu compromisso matrimonial diante de Deus de seu amor por mim, mas também o compromisso de seu ministério com os dois para o propósito do Senhor para nossas vidas juntas. E Ruth será a primeira a dizer que ela amava sua parte - ficando em casa com as crianças ".
Eles não tiveram um casamento perfeito, ele escreveu, "mas nós temos um ótimo". Com isso, ele quis dizer que eles aprenderam, com a graça de Deus, a viver com as imperfeições uns dos outros. De fato, uma das citações bem conhecidas de Ruth é: "Um casamento feliz é a união de dois perdedores".
Alguns dos melhores conhecimentos sobre o casamento surgiram após a morte de Ruth. Em seu serviço memorial, Billy disse: "Ela era uma mulher incrível. Nós casamos há quase 64 anos. Eu queria que você pudesse olhar para o caixão porque ela é tão bonita. Sentei-me por muito tempo, apenas olhando para ela e rezando, porque sei que ela teve uma ótima recepção no céu ".
Anne Graham Lotz, uma das suas filhas, disse: "Ela amava nosso papai, e ela nos ensinou a amar e adorá-lo. Mas havia algo em sua vida que era maior do que seu amor pelo nosso pai, e esse era o amor dela por Jesus e seu amor pela Palavra de Deus ".
Ficar fiel
Um homem como Billy Graham sempre terá críticas. Havia alguns que não gostavam da teologia evangélica de Billy Graham. Ele foi criticado por algumas de suas amizades com os presidentes. Mas ele evitou qualquer tipo de escândalo sobre seu casamento e sua vida pessoal. 
Nos primeiros dias do ministério de Graham, sua equipe tomou medidas para evitar algumas das armadilhas que atrapalharam outros evangelistas. Ele queria garantir que ele permaneça fiel a Ruth, então a equipe instituiu o que alguns hoje chamam de "Regra Billy Graham". Como Graham explicou em Just As I Am :
Todos nós conhecemos os evangelistas que haviam caído na imoralidade enquanto separados de suas famílias pela viagem. Nós prometemos entre nós para evitar qualquer situação que tenha mesmo a aparência de compromisso ou suspeita. A partir desse dia, eu não viajei, me encontrou ou comi sozinha com uma mulher além da minha esposa. Nós determinamos que o mandato do apóstolo Paulo para o jovem pastor Timóteo também é nosso: "Fuga ... desejos juvenis" (2 Timóteo 2:22, KJV).
O segredo
Na sequência da morte de Billy, duas citações aparecem no site da Associação Billy Graham.
O primeiro é de Billy Graham: "Meu único propósito na vida é ajudar as pessoas a encontrar um relacionamento pessoal com Deus, que eu acredito que vem de conhecer Cristo".
O segundo é de Rute, relembrando o que a atraiu para Billy: "Ele era um homem que tinha um propósito, uma dedicação na vida; ele sabia para onde ele estava indo. Ele queria agradar a Deus mais do que qualquer homem que eu já conheci. "
Essas palavras dizem muito sobre o segredo para um casamento bem sucedido - mesmo aquele em que o marido viajava constantemente. Para Billy e Ruth Graham, foi tudo sobre servir Cristo ... juntos.
Visite o site memorial online na Billy Graham Evangelistic Association e leia os artigos no tributo a Billy Graham no Christianity Today.
Além disso, leia os pensamentos de Ruth sobre a incompatibilidade no casamento .

Let Us HelpContact UsDonateSubscribe
Copyright © 2018 FamilyLife. Todos os direitos reservados.



sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

5 Respostas de Billy Graham Sobre o Céu


Todos sabemos que esta vida chegará ao fim.

Se você está lidando com a perda de um ente querido ou tem dúvidas sobre sua própria mortalidade e a seguir, essas respostas no céu de Billy Graham podem ajudar.
P: O que nos acontece no primeiro minuto depois de morrer? Nós entramos no céu imediatamente, ou nossas almas entram em algum tipo de sono? 
Bíblia não responde todas as nossas perguntas sobre o céu e a vida após a morte - e a razão é porque nossas mentes são limitadas e o céu é muito glorioso para nós entendermos. Algum dia, todas as nossas perguntas serão respondidas, mas ainda não. Como o apóstolo Paulo escreveu: "Agora eu sei em parte; então conhecerei plenamente "(1 Coríntios 13:12).
No entanto, a Bíblia certamente indica que quando morremos, entramos imediatamente na presença de Deus se pertencesse a Cristo. Do nosso ponto de vista terrestre, a morte parece um tanto como dormir - mas não do ponto de vista de Deus. Paulo declarou: "Confiamos (da vida eterna), eu digo, e preferiria estar longe do corpo e em casa com o Senhor" (2 Coríntios 5: 8). Em outros lugares ele escreveu: "Eu desejo partir e estar com Cristo, o que é melhor, de longe" (Filipenses 1:23).
Mais tarde, receberemos novos corpos - corpos que nunca envelhecerão ou serão sujeitos à morte, porque serão como o corpo de ressurreição de Cristo. Como a Bíblia diz: "Os mortos serão ressuscitados e serão mudados" (1 Coríntios 15:52).
Sua esperança em Cristo? A morte é uma realidade, mas também a oferta de salvação de Deus em Cristo. Não adie sua decisão por ele, porque você pode ser chamado na eternidade a qualquer momento - e então será tarde demais.
Nós reconheceremos nossos amados no céu? Eles nos reconhecerão? 
Não tenho dúvidas de que no céu eles irão  reconhecê-loe você o reconhecerá - mesmo se você nunca se conheceu na terra. Quando o filho do rei Davi morreu, Davi declarou: "Eu irei até ele" (2 Samuel 12:23).
Talvez você esteja pensando em Isaías 65:17: "Eis que criarei novos céus e uma terra nova. As coisas anteriores não serão lembradas, nem elas vão se incomodar. "Mas este versículo não tem nada a ver se nos reuniremos ou não com nossos amados no céu, se conhecemos o Cristo. Em vez disso, isso nos dá uma grande promessa: algum dia todos os pecados e dores e falhas deste mundo acabarão, e estaremos com Cristo para sempre.
Mais do que isso, Deus prometeu que no céu nada - até mesmo a memória do pecado e da dor deste mundo - lançará uma sombra sobre a alegria que Ele nos armazena. Pense nisso por um momento. Neste mundo, até mesmo a memória do que alguém nos fez há anos ainda pode nos causar dor. Mas isso não será verdade no céu, porque nosso foco não será no passado, mas em Cristo e o que Ele significa para nós.
Enquanto isso, faça o seu objetivo andar com Jesus todos os dias. Você conhece ele? Caso contrário, faça seu compromisso com ele hoje. Então, conserve-se em Sua promessa: "Eu vou lá (para o céu) para preparar um lugar para você" (João 14: 2).
 Quando chegarmos ao céu, saberemos o que está acontecendo na Terra? Em caso afirmativo, como podemos ser felizes com toda a miséria do mundo? 
Bíblia não responde a todas as nossas perguntas sobre o paraíso - e não sabemos exatamente quanto conhecimento são os céus sobre o que acontece aqui. A Bíblia diz que "estamos rodeados por ... uma grande nuvem de testemunhas" (isto é, aqueles que já entraram no céu), mas não está claro se isso significa que eles são capazes de observar nossas vidas (Hebreus 12: 1).
Mas o que sabemos sobre o céu é que estaremos com Deus - e por isso, o céu é um lugar de suprema alegria. A Bíblia diz: "Você me encherá de alegria na sua presença, com prazeres eternos à sua direita" (Salmo 16:11). E mesmo que possamos ver algo do que está acontecendo na Terra, veremos toda a imagem, então, e perceberemos como tudo se encaixa no plano eterno de Deus. Nós também perceberemos que o mal e a morte serão derrotados, e Cristo será vitorioso. Isso nos dará alegria!
O céu é a herança de todo crente, porque Cristo conquistou a morte, o Inferno e Satanás, pela ressurreição, dentre os mortos. Você colocou sua fé e confiança nele para sua salvação? Certifique-se de seu destino eterno, voltando-se para Cristo em arrependimento e fé, e cometer sua vida a Ele.
Então peça a Deus que use você para encorajar outros que estão sobrecarregados com os fardos da vida. Sim, o nosso mundo está cheio de miséria - mas Deus quer usá-lo para apontar os outros para Cristo, que sozinho pode nos dar esperança e nova vida.
Um anjo nos acompanha no céu quando morremos? 
Sim, a Bíblia indica que quando um crente morrer, os anjos os acompanharão com segurança no céu.
Em uma de suas parábolas, por exemplo, Jesus falou sobre dois homens muito diferentes. Um era um homem rico, que vivia apenas para si próprio e ignorou Deus e outros. O outro era um pobre mendigo que não tinha nada além dos bens deste mundo, mas tinha fé em Deus e nas promessas dele. Quando o homem rico morreu, ele recebeu o que ele merecia: uma vida de miséria, separada de Deus para sempre. Mas quando o pobre homem morreu, os anjos o acompanharam com segurança na presença de Deus. (Você pode ler esta parábola em Lucas 16: 19-31.)
Embora não possamos vê-los ou mesmo estar cientes de sua presença, os anjos de Deus são reais, e quando conhecemos a Cristo, sabemos que eles estão sempre conosco para nos proteger dos ataques de Satanás. Se eles nos salvaguardar agora, eles também não podem confiar para salvaguardar nossa jornada para o Céu? Claro. A Bíblia diz: "Não são todos os anjos ministrando espíritos enviados para servir aqueles que herdarão a salvação?" (Hebreus 1:14).
Nunca se esqueça, no entanto, de que somente Cristo é o nosso Salvador, e Ele é o único em quem devemos colocar nossa fé e nossa confiança. Devemos agradecer os anjos de Deus, mas não devemos adorá-los ou fazê-los (em vez de Cristo) o centro da nossa fé. Cristo é o centro da sua fé? Certifique-se de seu compromisso com Ele. Então coloque sua confiança na promessa de Deus: "Porque Ele ordenará aos seus anjos que o sigam para guardá-lo em todos os seus caminhos" (Salmo 91:11).
Haverá animais no céu? 
O céu será um lugar de felicidade perfeita para nós - e se precisarmos de animais ao nosso redor para completar nossa felicidade, então você pode ter certeza de que Deus os terá lá.
O céu será glorioso - muito além de qualquer coisa que possamos imaginar completamente. Em primeiro lugar, será glorioso porque será perfeito. Todos os sofrimentos, conflitos e desapontamentos desta vida acabarão, e a morte não existirá mais. O pecado será banido, e Satanás nunca mais terá alguma influência sobre nossas vidas. Uma das maiores promessas da Bíblia declara: "Não haverá mais morte ou luto ou choro ou dor, pois a antiga ordem das coisas já passou" (Apocalipse 21: 4).
Mas o céu será, sobretudo, glorioso porque estaremos na presença de Deus e de Jesus Cristo. Mesmo a coisa mais gloriosa que podemos imaginar na Terra ou nos céus é apenas um pálido reflexo da glória de Deus. Pense nisso: se você conhece Cristo, um dia você estará com ele para sempre!
Mas a Bíblia também promete que, no fim dos tempos, Deus trará um novo céu e uma nova terra (veja 2 Pedro 3:13). Nós compartilharemos nesse mundo maravilhoso, e naquele dia, muitos estudiosos acreditam, a profecia da Bíblia será cumprida: "O lobo viverá com o cordeiro. ... E o leão comerá palha como o boi "(Isaías 11: 6-7). Jesus Cristo é a fonte da sua esperança?


Linguagens da Honra

1-Honra é a semente da longevidade Ex. 20:12. Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus...