quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

A Entrega de Ana

“Então orou Ana e disse: O meu coração exulta no Senhor, minha força é exaltada. Minha boca se exalta sobre os meus inimigos, pois me alegro em tua libertação.” (1 Sam 2.1)
 Nesse capítulo sairei um pouco fora do contexto que venho escrevendo. Sim, esse livro é sobre fé, mas, embora eu não esteja relatando ou contando histórias da vida toda de grandes homens e mulheres de Deus (isso já dá a idéia de um próximo livro), necessito contar a história de uma mulher que tem sido um referencial em minha caminhada com Deus. É a parte da Bíblia que me emociona profundamente, e toda vez que leio choro muito. Por isso peço licença á você leitor e te convido a voltar comigo nos montes de Efraim e conhecer mais profundamente a história de uma serva de Deus que é a prova mais linda, de que Deus é um Deus justo e poderoso.
Como a maioria já sabe, havia nos montes de Efraim um homem chamado Elcana que tinha duas mulheres. Uma chamada Ana e outra Penina.
Penina tinha filhos, porém, Ana não tinha filhos. A palavra diz que Ana era profundamente triste por isso e por mais que seu marido a agradasse e fizesse tudo por ela, a infertilidade estava destruindo sua vida.
Humilhações, lágrimas, e uma tristeza profunda marca a caminhada dessa mulher.
Embora Elcana fizesse tudo para que ela fosse feliz, a Biblia diz em 1 Samuel 1.6 diz que Penina a outra esposa, excessivamente a irritava.
Um dia Ana vai até o templo e não suportando mais, sem voz e resgatando suas ultimas forças e esperanças, faz um voto a Deus, dizendo que, se o Pai lhe desse um filho varão, ela o dedicaria ao Senhor por todos os dias de sua vida, e seu cabelo e barba jamais seriam cortados.
Nesse momento, o Senhor se compadece de Ana, e finalmente lhe concede a dádiva da maternidade lhe abrindo a madre e colocando em seus braços o tão desejado Samuel.
Penso que quando Samuel nasceu, quem teve que fazer o parto de Ana foi sua rival Penina, e fico aqui imaginando quão embaraçada Penina ficou ao ver que Deus honrara Ana.
Meu irmão, em nome de Jesus nesse momento profetizo sobre a tua vida, que ainda que você esteja sendo humilhado por alguém, Deus fará o milagre acontecer na presença dos seus inimigos, e eles verão o poder do Deus poderoso que você serve trazendo o seu milagre e sua promessa!

Mas voltando a nossa história. Ana depois de ter feito aquele voto ao Senhor, e depois de ter cumprido o voto, estranhamente ela começa a cantar.
E ela devia estar chorando porque tinha deixado seu único bebezinho que ela tanto sonhara na casa do Senhor, e está voltando pras montanhas de Efraim de mãos vazias.
Infelizmente ainda não sou mãe, mas, qualquer mãe que estiver lendo nesse momento sabe o que estou dizendo, o que é esse sentimento. Ana devia estar dizendo: coitadinho do meu filho, só tem dois aninhos, acabou de desmamar, e eu o deixei lá com o sacerdote que já é um homem de idade, nem deve saber cuidar de uma criança.

Mas Ana não está se sentindo assim, não tem esse tipo de preocupação. Ela está cantando! Acabou de deixar o filho nas mãos do sacerdote e vem cantando pelo caminho.
E porque Ana não está preocupada?
Eu digo a resposta. É porque Ana não está deixando seu filho nas mãos de um homem, mas nas mãos de um Deus todo poderoso que fez um milagre poderoso em sua vida.

Ela aprendeu a entregar nas mãos de Deus, ela aprendeu a confiar no Senhor e ela sabe que o Senhor tudo fará. Precisamos confiar em Deus sempre, é isso que Ana nos ensina.

Ela está alegre, feliz e cantando:
“Meu coração exulta no Senhor; o meu poder está exaltado no Senhor ,
A minha boca se dilatou sobre os meus inimigos
Porquanto me alegro na tua salvação.
Ninguém é Santo como o Senhor,
não existe outro deus além dEle
e não há nenhum protetor como o nosso Deus.
Não fiquem contando vantagens e não digam mais palavras orgulhosas
Pois o Senhor é Deus que conhece e julga tudo que as pessoas fazem
Os arcos dos soldados fortes estão quebrados,
Mas os soldados fracos se tornaram fortes!
Os que antes estavam fartos agora se empregam para ganhar comida
Mas os que tinham fome agora estão satisfeitos.
A mulher que não podia ter filhos deu a luz á sete filhos
Mas a que possuía muitos filhos ficou sem nenhum.
O Senhor Deus é quem tira a vida e quem dá
É Ele quem manda a pessoa para o mundo dos mortos e faz voltar de lá
Ele faz com que alguns fiquem pobres e outros ricos,
Deus levanta o pobre do pó, tira da miséria o necessitado
O faz assentar entre os príncipes e o coloca em lugar de honra!
Os alicerces da Terra são de Deus, o Senhor
Ele constituiu o mundo sobre Eles.
Ele protege a vida dos que são fiéis a Ele
Mas deixa que os maus desapareçam na escuridão
Pois NINGUÉM vence pela sua própria força.
Os inimigos de Deus, o Senhor serão destruídos
Ele trovejará o céu contra eles
O Senhor julgará o mundo inteiro, Ele dará poder ao seu rei
E dará a vitória a esse Rei que Ele escolheu.”


No primeiro versículo ela nos mostra quatro coisas;
Ela diz: “O meu coração exulta no Senhor!”
Ela fala do estado do seu coração. E como era o coração de Ana antes de fazer o voto com Deus?(veja em 1 Sam. 1.10)
Ana tinha um coração amargurado de alma, e não era só isso, também era um coração aflito. Com um coração em guerra, revolto e sem paz.
Era um coração desgostoso e decepcionado com a vida. E a vida dela era tão ruim antes dela aprender a viver pela fé. Era tudo isso, esse poço de amargura e tribulação.
Mas agora, ela canta “o meu coração exulta”. Acabou toda tribulação e amargura quando ela finalmente aprende a viver pela fé, e aquele coração velho e sofrido foi trocado por um novo coração.

Amados, se vocês souberem dar os mesmos passos que Elcana e Ana deram, ainda que seu coração esteja escuro e tenebroso como o de Ana, esse mesmo coração se tornará hoje, exultante na presença de Deus. Um coração feliz, tremendo, um novo coração.
Depois Ana diz: “o meu poder está exaltado no Senhor”. Esse poder se refere a sua mente, a sua moral. Porque antes Ana era uma mulher de moral baixa. Não no sentido de imoral ou sem caráter, mas derrotada e sem ânimo, vencida e sem forças. Ana era fraca.
Agora ela dá um testemunho aqui, e eu também. Vivi grande parte de minha vida muito triste e sem forças ou ânimo. As humilhações sempre foram dolorosas e as lagrimas eram constante em meus dias. Me vendiam a idéia de que eu não era nada nesse mundo e por fim acabei por comprar essa idéia. Me vi completamente vencida pelos coveiros espirituais que insistiam em matar um a um os meus sonhos.
No cap. 1.6 diz que Penina excessivamente irritava Ana, e ela era facilmente atingida pelas setas inflamadas do maligno.
Eu era exatamente assim.
Ah, olhou feio pra mim- eu baixava a cabeça
Riu de mim- eu baixava a cabeça
Me humilhou- eu baixava a cabeça
E como Ana, qualquer um podia chegar em mim e pisar á vontade por causa dessa minha fraqueza.

E Ana depois de feito o voto e ter se entregado ao poder de Deus. Seu ânimo e sua moral foram totalmente transformados. De uma mulher fraca ela se transforma em uma mulher forte.

E se você seguir os passos de Ana como eu segui, pode ser que até hoje, todo mundo pisou em você, o inimigo te humilhou e você agüentou tudo sozinho, quieto, achando que era isso mesmo.
A partir de agora profetizo sobre sua vida em nome de Jesus, que você será exaltado e honrado por Deus. Teu ânimo e forças serão restaurados completamente e você será poderoso em Deus!

Ana também diz: “a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos”.
Como era a boca de Ana antes? Calada, muda. No cap. 1 vers. 13 ela só movia os lábios, mas o som não saía de sua voz. Ana não tinha boca pra nada, não tinha voz.
Ás vezes os sofrimentos que passamos, roubam o som de nossa voz.
Mas depois do voto e da certeza, como se tornou o coração de Ana?
É como ela diz no vers.1 “a minha boca se dilatou na presença dos meus inimigos”.
Ela não era mais uma mulher muda, calada e sem voz. Mas ela tinha boca poderosa a partir de agora. E ela podia falar e testemunhar, assim como hoje falo e testemunho sempre, que somos embaixadores de nosso Senhor Jesus nessa Terra.

E Ana continua: “porquanto me alegro na tua salvação”.
Ana antes não era salva por estar perdida e sem esperanças. Era uma tristeza da vida, em que não podia ficar alegre com nada.
O marido de Ana tentava compensar a falta de filhos dando muito amor á ela, dando sempre o seu melhor pra Ana.
Porque a pessoa que está sem salvação, ela pode ter tudo, mas ela não é feliz. E algumas pessoas ainda insistem em pensar que tendo coisas materiais conseguirão a felicidade eterna.

O maior milagre de Ana nisso tudo, foi mais do que um filho, foi ter ganho a salvação de sua alma.
E no versículo 2 ela continua dizendo que a razão de tudo é o Deus todo poderoso.
Realmente é pra Ele e por Ele que são todas as coisas, nosso Deus poderoso e justo fiel e grande em nossas vidas, um Deus provedor dos maiores milagres que essa humanidade já testemunhou. O provedor do SEU milagre.

No vers. 3 Ana diz do poder que há em nossa boca. Que não saiam palavras de maldições nem palavras vãs e torpes, muito menos humilhação ou calúnia, nem pro teu inimigo.
Use-a para abençoar, profetizar bênçãos e palavras de ânimo, de fé, de vitória, de alegria para os que estão cansados e sobrecarregados de pessoas sem coração ou freios na língua.
Use a tua boca para adorar e glorificar esse Deus poderoso que amamos. Guarda a tua boca da semente do mal. Semeie fé, esperança, alegria, paz.

Antes Ana era fraca e Penina a forte. Penina pisava e humilhava, e Ana
baixava a cabeça.
Agora Penina vê com seus próprios olhos Ana sendo abençoada poderosamente e está arrasada, os inimigos foram envergonhados e a que era estéril deu a luz há 7 filhos.
Ela exulta em cima de uma promessa que Deus fez em Deuteronômio 7.14: “bendito serás mais que todos os povos, nem macho nem fêmea haverá estéril.”

Linda é a história de Ana, e linda será a sua também. De mulher humilhada e triste, se tornou uma voz ungida e poderosa, boca de Deus aqui na Terra.
Se Ana não fosse humilhada por Penina, ela não chorava. E se ela não chora, papai do céu não ouve. E se papai do céu não houve Samuel não nasce. E se Samuel não nasce, a nação está perdida. Porque foi por Samuel que o grande Rei Daví foi consagrado Rei, e nosso Rei maior Jesus é descendência de Daví.
Entendeu onde quero chegar? Percebeu agora o porque de tantos levantes na vida de Ana? É porque seria através da vida de Samuel, que ungiu Davi, viria a descendência de Jesus. Ou seja, a salvação e libertação de nossas almas.

Entendeu agora o porquê você sofre tanto, chora tanto, e é tão humilhado?
Deus tem um plano ainda maior e poderoso pra você lá na frente, e o inimigo como é esperto e sabe disso, está investindo em sua vida porque Ele sabe que, de suas mãos virá a bomba que vai explodir o inferno. É através de sua vida que almas serão resgatadas das mãos do inimigo, e serão lavadas e remidas pelo sangue do cordeiro, vaso de honra nas mãos do Pai.

Que Deus abençoe poderosamente sua vida assim como fez com Ana. E você tenha também uma linda história pra contar.



-Prª Francis Fais ( Livro – “Sementes de Fé” )

Não tenha pensamentos de Vítima

Qualquer animal ferido atrai ataque. A fraqueza é um convite para valentões. Portanto, não fale nem pense como uma vítima das circ...