sábado, 7 de maio de 2016

Defraudação Emocional


Defraudação emocional é quando alguém gera em outra pessoa uma expectativa sentimental que não poderá ser suprida.
É algo que a pessoa não está disposta a suprir, ou não tem condições de suprir.
DEFRAUDAR é usar, é ” tirar proveito” do outro, sem desejar um verdadeiro compromisso.
Defraudar é fazer a pessoa acreditar que você quer um relacionamento sério com ela… quando na verdade você não quer, porque não tem condições ou porque não quer mesmo.
Defraudar é deixar a pessoa pensar (acreditar) que você deseja se casar com ela, quando, na verdade, você só quer ficar com ela “por um tempo” . Defraudar é apenas “curtir o momento” e nada mais.
Em 1 Tessalonicenses 4:1-8 está escrito:
“Finalmente, irmãos, nós recebestes, quando a maneira por que deveis viver e agradar a Deus, e efetivamente estais fazendo, continueis progredindo cada vez mais.
Porque estais inteirados de quantas instruções vos demos da parte do Senhor Jesus.
 Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abtenhais da prostituição.
( No contexto bíblico, “prostituição” não é apenas o ato de vender o corpo por dinheiro, mas tambem é praticar todo tipo de imoralidade sexual, como por exemplo: ter relações sexuais extraconjugais, e / ou ter relações sexuais com alguém com quem ainda não é casado.)
Para que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus.
E que nessa matéria, ninguém ofenda nem defraude a seu irmão, porque o Senhor, contra todas estas coisas, como antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador, porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação.
Dessarte (portanto), quem rejeita estas coisas não rejeita o homem, e sim a Deus, que també vos dá o seu Espirito Santo”. ARA
A defraudação emocional causa uma série de problemas emocionais nas pessoas. Ela causa um “rombo” emocional, porque é um “saque” na alma, pois sugere que vai suprir… e não supre. Ela sugere um compromisso… mas não há compromisso.
É tudo falso, sem consideração e sem temor de magoar a outra pessoa. A defraudação causa decepção, desilusão, mágoa, feridas na ama, ira, falta de auto estima, carência maior do que já existia, medo dos relacionamentos…
Ou o oposto: a vulgarização e a depravação dos relacionamentos, onde, ao invés de se fechar, a pessoa pode se tornar promíscua.
A defraudação destrói os sonhos aos poucos, até a pessoa perder completamente a fé nos relacionamentos e num casamento feliz. A defraudação emocional é um pecado que passa despercebido até pelos cristãos… é um comportamento prejudicial que precisa ser denunciado e removido da igreja.
As quatro formas básicas de defraudação emocional:
1 – Pode partir de uma das duas pessoas envolvidas. (sedução)
2 – Pode partir das duas pessoas juntas. (azaração)
3 – Pode partir de pessoas de fora do relacionamento. (cupido)
4 – Pode partir da própria pessoa para si mesmo. (auto defraudação)
Como isso acontece?
1 – Sedução.
Exemplo: Um rapaz se interessou por uma moça na igreja ou em outro lugar qualquer e, ao invés de buscar a orientação correta da parte de Deus e de seus líderes de como se aproximar dela, ele usa um costume mundano: a boa lábia.
2 – Azaração.
Exemplo: Um rapaz e uma moça se interessam mutuamente e começam a paquerar, e sem pedir a orientação dos líderes, começam a namorar.
3 – Cupido.
Exemplo: è o famoso cúpido ou empurrãozinho. É quando pessoas de fora do relacionamento resolve dar uma ajudinha para unir o casal.
4 – Auto defraudação.
Exemplo: É mais comum nas mulheres, apesar de existirem algumas exceções onde alguns homens apresentam esse comportamento. Como uma pessoa se auto defrauda? A pessoa dá asas a imaginação e fica sonhando em cima de uma realidade que não existe. Ignora a realidade, não quer enxergar a impossibilidade do relacionamento e do casamento com o “amor platônico” que ela mesma criou.
Conclusão:
Quem pode lhe dar a pessoa certa?
Quem vai fazer isso acontecer?
Quem tem o poder para fazer isso acontecer?
Será que você garante que vai se casar com a pessoa ideal?
Será que
O seu charme…
O seu corpo…
As suas palavras e o seu bom papo…
A sua beleza…
A sua inteligência…
O seu dinheiro…
A sua influência…
Podem garantir que você se casará com a pessoa certa?
Claro que não!
Nada disso pode lhe dar a pessoa certa.
O único que pode garantir a sua felicidade e lhe dar a pessoa certa é Deus!
Quem vai fazer esa obra na sua vida é o espírito Santo e não você!
A sua parte é orar, se preparar… e buscar a direção de Deus de como se posicionar, de como agir (Homem) e e como esperar (Mulher)…
Deus quer lhe dar a pessoa certa.
Ele é o mais interessado nisso.
Ele quer que você expresse a fidelidade dele aqui na terra.
Ele quer que todos ao seu redor vejam a glória dele na sua vida, no seu casamento e na sua família.
Por isso, se você decidir passar um tempo diário em oração, parar para ouvir a voz de Deus, orar no Espírito, ouvir e obedecer a direção dele, o seu coração vai se voltar completamente para ele!
Não haverá mais vazio interior…
E quando você estiver cheio (a) do amor de Deus, quando ele realmente ocupar o primeiro lugar na sua vida, você estará pronto (a) para viver um grande amor…
Uma grande paixão abençoada por Deus…
Tudo, no tempo certo, vai acontecer…
Creia!!!
E receba!
[Via: Livro Defraudação Emocional segundo os princípios bíblicos. Pastora Sarah Sheeva]

Via www.nascidodenovo.org

Billy Graham: “Um bom casamento envolve a esposa, o marido e Deus”

Um bom casamento não é algo que simplesmente acontece. Ele precisa de cuidados constantes. Você já teve um jardim? Se sim, você sabe q...