segunda-feira, 20 de junho de 2016

Respeite a Vida

O Mestre dos Mestres amava e respeitava a vida incondicionalmente. Nunca pedia conta dos erros de uma pessoa. Não queria saber com quantos homens a prostituta havia dormido. Suas atitudes eram tão incomum que ele corria risco de morrer por elas. Conseguia criar vínculos com as pessoas discriminadas, apreciá-las e perdoá-las, porque penetrava dentro delas e as compreendia. Se você não for capaz de compreender as pessoas, será impossível amá-las.
Os leprosos viviam a dor da rejeição e da solidão. Jesus tinha um cuidado especial com eles e lhes oferecia o que tinha de melhor: a sua amizade. Para ele, cada ser humano era único, insubstituível, e não um objeto descartável. Só isso explica o fato de ele dar um imenso valor às pessoas à margem da sociedade. Não concordava com seus erros, mas as amava independentemente das suas falhas.

Por Augusto Cury - Compilado do livro O Mestre Inesquecível da serie Analise da Inteligência de Cristo v.5.

Billy Graham: “Um bom casamento envolve a esposa, o marido e Deus”

Um bom casamento não é algo que simplesmente acontece. Ele precisa de cuidados constantes. Você já teve um jardim? Se sim, você sabe q...