segunda-feira, 17 de outubro de 2016

LIBERTAÇÃO: Você conhece o espírito de Raquel?


Trecho do Livro: Como Ministrar Libertação-
Doris Wagner- ed. Vida - págs.208-210

Outro espírito que tivemos que libertar muitas mulheres chama-se Raquel. Encontramos a menção a ele em Mateus 2.18 "Ouviu-se uma voz em Ramá, choro e grande lamentação; é Raquel que chora por seus filhos e recusa ser consolada, porque já não existem.''

Essa passagem refere-se ao tempo em que Herodes eliminou todas as crianças que tinham dois anos ou menos, em uma tentativa de matar Jesus (v.16) Raquel representa as mães que lamentaram a perda de seus filhos. Muitas vezes quando expulsamos esse espírito de uma mulher, ainda que a perda de seu filho se deva a um aborto, há um lamento como o de uma mulher que acaba de perder seu filho. Não há som que possa ser comparado ao de uma mulher enlutada pela perda de seu filho. Há um espírito de lamentação, de tristeza, pesar e dor- todos esses espíritos podem agir na mulher que praticou o aborto. Porque as mulheres, quer tenhamos consciência ou não, não foram emocionalmente preparadas para lidar com o aborto de uma criança. O que observamos com frequência é o profundo sentimento de pesar que surge em consequência do aborto.

O ciclo natural do nascimento é o processo de gestação e depois o trabalho de parto. A Bíblia porém diz que, pela alegria de ter esse filho as mulheres se esquecem das dores do parto ( Jo 16.21 ). Esse é o processo natural. Assim que ela segura a criança em seus braços, é tomada por uma imensa alegria. Todavia , quando uma mulher não passa por esse processo, ela nunca experimenta essa alegria. O processo é interrompido abruptamente, e o luto, a tristeza, as dores do parto, o pesar e a depressão tomam lugar. E essas emoções negativas já não podem mais ser superadas pela chegada do bebê. É como se a mulher entrasse em um permanente trabalho de parto. Isso também pode acontecer com mulheres que experimentam abortos naturais ou a morte de um feto. Tivemos que extirpar o luto, a tristeza, o trabalho de parto e o espirito de recusa em ser confortada, da mesma forma que Raquel recusou-se ser confortada. Esse espírito certamente pode impedir uma mulher de receber o conforto do Senhor. Deus não pode confortar se você não permitir que Ele faça isso.

O Processo da Oração:

Ninguém pode abortar uma criança e esperar que a vida continue bem. É a lei de plantar e colher ( Gl 6.7 ). o aborto abre portas para todos os tipos de tragédias, de morte, de ciclos demoníacos como acabamos de descrever. Trata-se de um enorme atentado ao coração de Deus. vi mulheres que fizeram aborto porque o homem as abandonou, e que ainda lutam com isso e não conseguem seguir em frente. Jesus é a resposta. Ele as perdoará. Ele as libertará. Ele levará o luto e os espíritos pra fora de sua vida. 
Todavia para chegar a isso a mulher precisa da ministração. Quando você ora por uma mulher que lhe contou ter praticado aborto, precisa primeiro que ela se arrependa de ter abortado, e peça perdão a Deus para que seja coberta pelo sangue de Jesus. Em seguida , quebre o ciclo de assassinato, morte, destruição, pobreza, e doença que possa ter se instalado como resultado do aborto. Depois comece a chamar os espíritos (conforme anteriormente relacionados) que a invadiram pelas portas abertas pelo aborto e também por outras portas que o Espirito Santo lhes mostrar.

Muitas vezes você nesse momento percebe um grande alivio, e a vida dessa mulher modifica-se completamente. Ela torna-se uma nova mulher. Deus deseja a prosperidade dessa mulher; Ele deseja abençoá-la. Graças a Deus pela libertação! Graças a Deus que Jesus veio porque aqueles que praticaram o aborto e, de fato todos nós pecadores podemos ser libertos!!!


**Nota pessoal Pra. Francis:

Essa libertação não é somente para mulheres que fizeram aborto, mas abrange todas as mulheres que perderam seus filhos e se recusam a sair de seu estado de luto. Conheço mulheres que estão há mais de 30 anos mantendo o quarto do filho exatamente como era, cheirando roupas, travesseiros, revivendo e torturando-se dia a dia essa dor sem fim, se recusando a sair desse estado inconsolável. Isso também inclui o espírito de Raquel. Essas mulheres precisam ser libertas, para Deus poder fechar essa ferida em suas almas que não cessam de sangrar dia após dia. 
Se você conhece alguém nessas condições, compartilhe essa mensagem, envie para seus pastores, é muito importante sabermos mais sobre como libertar os aflitos de alma, ajudá-los a se libertar dessas dores terriveis e escravizantes.

Deus abençoe a todos.

Pra. Francis Fais.


O poder de encorajar o seu cônjuge

O incentivo deve ser uma parte regularmente praticada de um casamento saudável - palavra-chave:  praticada  .  O bom incentivo é julgad...