quarta-feira, 19 de abril de 2017

PESSOAS SERÃO DESIGNADAS PELO INFERNO PARA DISTRAÍ-LO, DESENCORAJÁ-LO, ATRASAR O SEU DESÍGNIO E DESVIÁ-LO DELE


Você não caminhará desimpedido. Recentemente, estava no escritório de um pastor. Muitos ministros discutiam o mais novo projeto dele. "Dr. Murdock, deve ser de Deus. Tudo está encaixando-se perfeitamente. Não houve problema, nem qualquer conflito. Assim é que sabemos que Deus está nisso." Alguns vitoriosos pensam de forma diferente.

As mulheres receberam, pela ressurreição, os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões. Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos a fio de espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados (homens dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra. Hebreus 11.35-38

O apóstolo Paulo experimentou obstáculos:

Em açoites, mais do que eles; em prisões, muito mais; em perigo de morte, muitas vezes. Recebi dos judeus cinco quarentenas
de açoites menos um; três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; em viagens, muitas vezes; em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos; em trabalhos e fadiga, em vigílias, muitas vezes, em fome e sede, em jejum, muitas vezes, em frio e nudez. - 2Coríntiosll.23-27

Jesus esperou adversidades e disse: As raposas têm covis, e as aves do céu têm ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça (Mateus 8.20).

Então, vos hão de entregar para serdes atormentados e matar-vos-õo; e sereis odiados de todas as gentes por causa do meu nome. Mateus 24.9

Lembrai-vos da palavra que vos disse: não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardarem a minha palavra, também guardarão a vossa. João 15.20

Alguns inimigos da cruz são conhecidos, são globais. Sua influência é política e social. São frequentemente articulados, brilhantes e mestres da sátira, do cinismo e do sarcasmo. Suas palavras são zombeteiras, venenosas e contenciosas para os cristãos. São dedicados a destruir a fé das pessoas, são mestres do disfarce. Eles parecem estar em busca da verdade, e dizem que querem expor a hipocrisia da religião. Entretanto, não restauram os fracassados, não curam as feridas nem libertam aqueles que vivem nas drogas ou no álcool. Esses opositores são armas nas mãos de Satanás.

Sua meta é a ruína de qualquer coisa que venha de Deus. São alimentados e fortalecidos pela influência demoníaca e por sua própria natureza carnal, que cobiça contra o Espírito (Gaiatas 5.17). Eles ficam enfurecidos quando crianças oram em público. Planejam a destruição de todo programa de televisão e rádio que fala da Palavra de Deus. Eles se juntam com tudo o que é mundano, ou seja, oposto aos princípios do evangelho. Eles influenciam os congressistas, intimidam presidentes, dão suporte às manifestações homossexuais e incentivam o aborto. 

Trabalham dia e noite para desviar os ministros da pregação do evangelho. Essas são as influências que devem ser combatidas por meio das nossas orações e da comunhão diária com Deus. Não é sábio ignorálas. É perigoso retaliar. É tolo mudar o seu foco.

7 conselhos importantes para enfrentar inimigos da cruz:

1. Tomar-se consciente, alerta e articulado quanto à sua posição como cristão, quanto aos seus direitos e à sua fé. Antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós (l Pedro 3.15).

2. Ser forte, permanecer sem medo e recusar-se a ser intimidado. Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis (l Pedro 3.14).

3. Depender inteiramente da capacidade do Espírito Santo de governar poderosamente sua vida. E, quando vos conduzirem às sinagogas, aos magistrados e potestades, não estejais solícitos de como ou do que haveis de responder, nem do que haveis de dizer. Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar (Lucas 12.11,12).

4- Fazer orações em concordância com outros cristãos. Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu. Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles (Mateus 18.18-20).

5. Interceder por presidentes, congressistas e líderes de todas as nações. Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens, pelos reis e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade. Porque isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador (l Timóteo 2.1-3).

6. Lembrar que Deus deseja que cada um desses inimigos tomem-se cristãos, novas criaturas cheias do poder que vem do alto. Que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade (l Timóteo 2.4). O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se (2 Pedro 3.9).

7. Esperar que sua fé produza mudanças. Sua fé funciona. Por isso, você pode presenciar muitos milagres, como os que estão descritos em Atos. O perseguidor da Igreja primitiva era Saulo. Ele estava presente quando Estêvão foi apedrejado e consentiu com a morte deste (Atos 7.58,59; 8.1). Saulo era um destruidor. E Saulo assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão (Atos 8.3).

Ele se juntava a outros líderes, para destruir o Corpo de Cristo.
E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote e pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns daquela seita, quer homens, quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém. Atos 9.l,2

Contudo, até os perseguidores podem ser detidos, transformados e libertos, convertidos instantaneamente. Eles também têm um desígnio, que pode ser descoberto.
E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz Oue lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguHhões. E ele, tremendo e atónito, disse: Senhor, que queres que faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer. Atos 9.3-6

E Saulo levantou-se da terra e, abrindo os olhos, não via a ninguém. E, guiando-o pela mão, o conduziram a Damasco. E esteve três dias sem ver, e não comeu, nem bebeu (Atos 9.8,9). Deus o deixou cego. Saulo iniciou um jejum imediatamente por três dias. Ficou chocado, estarrecido e completamente mudado. 

O que atormentava os cristãos passou a atormentar o inferno, e tornou-se o mentor da Igreja. Aqueles que parecem rebeldes, selvagens e odiosos são líderes arrancados de seu desígnio. Você e eu podemos interceder por eles. Deus intervirá. Ele está procurando por outro Ananias que irá orar por um Saulo (Atos 9.10-20). 

Deus está buscando intercessores, pois eles farão a diferença nesta geração e na próxima. E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei (Ezequiel 22.30). Líderes têm seguidores. 

Quando os líderes mundiais forem acordados pela verdade, muitos que os seguem conhecerão Jesus. Eu o encorajo a profetizar isso: quando você estiver assistindo à televisão e observar líderes mundiais desafiadores, articulados e rebeldes, erga a sua mão em direção a eles e faça essa oração: "Pai celestial, eu lhe peço que a Sua voz chegue aos ouvidos desses homens, convencendo-os do pecado e da rebelião impregnados no coração deles. Mude a vida deles. Utilize o que for necessário para acordá-los e direcioná-los ao evangelho. Em nome de Jesus, deixe que eles tenham a mesma experiência que Saulo na estrada para Damasco. Salve-os e faça com que exerçam grande influência no mundo. Amém". 

Meu pai foi pastor durante a minha adolescência. Ele pastoreou muitas igrejas, então minha família teve de mudar-se inúmeras vezes. Quando eu me mudava, ficava desconfortável na cidade nova, mas aprendia as coisas bem depressa. Nas escolas em que estudava, quando os garotos encontravam-se, seguiam o líder do grupo. Como eu não podia enfrentar toda a turma, pois perderia, procurava descobrir rapidamente os segredos para enfrentar o líder. 

Se eu obtivesse o respeito dele, os outros também me respeitariam. Então, ao ingressar em uma nova escola, eu tinha apenas um trabalho: aproximar-me do líder. Tenho visto isso acontecer nos lares. Quando o intercessor da família direciona sua fé para o patriarca e começa a orar por ele, ou por quem quer que tenha influência, o resto da família acaba seguindo essa atitude. Muitas vezes, esforçamo-nos na fé por aqueles que parecem estar perto de converter-se. Seria grandioso se todo o Corpo de Cristo focasse suas orações nos líderes, principalmente naqueles determinados a destruir a nossa fé. 

É provável que você tenha de enfrentar algumas vozes próximas a você e a seu lar. Algumas delas recusarão seus esforços em compartilhar Jesus. Elas debocharão de você. Paulo entendeu isso e deixou-as para o julgamento de Deus. Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras (2 Timóteo 4-14). 

Alguém que rejeita a correção repetidamente deve ser deixado sozinho para o julgamento e as penalidades de Deus. Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, sabendo que esse tal está pervertido e peca, estando já em si mesmo condenado (Tito 3.10,11). Você não pode forçar as pessoas a renderem-se a Cristo. Jesus ensinou os discípulos a selecionar as pessoas com quem eles se associariam e teriam intimidade.

E, em qualquer cidade ou aldeia em que entrardes, procurai saber quem nela seja digno e hospedai-vos aí até que vos retireis. E, quando entrardes nalguma casa, saudai-a; e, se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; mas, se não for digna, torne para vós a vossa paz. E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés. Mateus 10.11-14

Permita que Deus julgue e penalize os outros. Em verdade vos digo que, no Dia do Juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade (Mateus 10.15). Algumas vezes, seus familiares tornam-se os maiores inimigos do cumprimento do desígnio de Deus para você. E, assim, os inimigos do homem serão os seus familiares (Mateus 10.36). José experimentou isso quando seus irmãos venderam-no como um escravo para um bando de ismaelitas. Jó conviveu com isso. 

Durante a maior tragédia por que passou, sua esposa recusou-se a encorajá-lo. Então, sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus e morre (Jó 2.9). Mas de lhe disse: Como fala qualquer doida, assim falas tu (Jó 2.10). Jó se recusou a distanciar-se de Deus e lutou para manter seu foco. Algumas vezes, seus amigos mais próximos são usados por Satanás para descobrir suas falhas e desmoralizar você. 

Jó passou por isso com três de seus amigos, que tentaram destruí-lo emocionalmente. Eles tentaram arruiná-lo emocionalmente quando Satanás já o tinha feito financeira e fisicamente. Eles culparam Jó das circunstâncias em que este se encontrava.

6 chaves importantes para ajudá-lo a manter o foco em seu desígnio quando alguém próximo a você ameaçar desviá-lo:

1. Lembre-se de que o desígnio de Deus para sua vida é permanente e não pode ser alterado por aqueles que não o entendem. 2. Passe mais tempo em um lugar reservado ouvindo o Espírito Santo do que sentado à mesa com os outros, ouvindo insultos e afrontas.

3. Lembre o sonho que Deus colocou em seu coração. José assim fez, e conseguiu ver a mão de Deus até mesmo diante das dificuldades.

4. Busque intercessores santos, maduros e com compaixão. Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será f eito por meu Pai, que está nos céus (Mateus 18.19).

5. Saia de perto das pessoas erradas. Lembre-se de Sansão, que foi cegado por permitir que a pessoa errada se aproximasse dele. Uma única pessoa pode destruir o desígnio de Deus para você.

6. Absorva o contínuo fluir de sabedoria aos pés do seu mentor. Anda com os sábios e serás sábio, mas o companheiro dos tolos será afligido (Provérbios 13.20).

Você pode perder em um dia o que levou 20 anos para construir. Não arrisque. Lute qualquer batalha necessária para manter seu foco. Lembre-se: pessoas serão designadas pelo inferno para distraí-lo, desencorajá-lo, atrasar o seu desígnio e desviá-lo dele.

- Dr. Mike Murdock - Livro O Designio


VOCÊ DEVERÁ ASSUMIR SOMENTE UM DESÍGNIO DADO OU APROVADO POR DEUS

Deus nunca sustentará o que Ele não originou. Ideias são opções. Ordens de Deus não são. A sua imaginação pode produzir milhares de ide...