quinta-feira, 15 de junho de 2017

SEU DESÍGNIO SEMPRE SERÁ PARA ALGUÉM QUE ESTÁ FERIDO


A Terra inteira está ferida. Paulo falou sobre isso: Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora (Romanos 8.22). Jesus veio para curar e restaurar. O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir, eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância João10.10). 
Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude, o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele (Atos 10.38). 

O Mestre ordenou aos discípulos que curassem e restaurassem as pessoas. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demonios; de graça recebestes, de graça dai (Mateus 10.8). Da mesma maneira, Jesus espera que curemos e restauremos. Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me (Mateus 25.35,36). 

O mundo inteiro ainda está ferido, e alguém, em algum lugar, está esperando por você.

5 maneiras de identificar aqueles que estão qualificados a receberem sua atenção, seu precioso tempo e seu ministério de cura:

1. Eles devem demonstrar humildade para admitir que estão feridos. Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente. Tomara que foras frio ou quente! Assim, porque és morno e não és frio nem quente,
vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta (e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu) (Apocalipse 3.15-17). E Jesus, respondendo, disse-lhes: Não necessitam de médico os que estão sãos, mas sim os que estão enfermos. Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores, ao arrependimento (Lucas 5.31,32). Os que não se arrependem estão desqualificados para receber ajuda.

2. Eles devem acreditar em você e ter total confiança no fato de que você foi designado por Deus para a fase de dor que estão passando. Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! Eis que a vossa casa vos ficará deserta. Porque eu vos digo que, desde agora, me não vereis mais, até que digais: Bendito o que vem em nome do Senhor! (Mateus 23.37-39). O próprio Jesus não pôde curar Israel, porque os judeus não o enxergaram como o Filho de Deus. Eles se recusaram a reconhecer a divindade de Cristo. E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, a não ser na sua pátria e na sua casa (Mateus 13.57). 
Essa é uma experiência perturbadora. Alguns dos meus próprios parentes e amigos próximos têm precisado de ajuda de tempos em tempos. Algumas vezes, o Espírito Santo me impediu de ajudar. Quando eu pergunto o motivo, Ele me lembra que: 
1) eles se recusaram a assistir a conferências especiais patrocinadas por mim, as quais teriam resolvido suas dificuldades; 
2) negaram-se a ler livros ou ouvir fitas que responderiam às suas questões; e 
3) não seguiram o conselho prévio que lhes dei em incontáveis conversas.

3. Eles devem buscar e estar dispostos a tomar atitudes e dar respostas imediatas. O ministério de Jesus foi bem-sucedido no coração daqueles que o buscaram. E, quando os homens daquele lugar o conheceram, mandaram por todas aquelas terras em redor e trouxeram-lhe todos os que estavam enfermos. E rogavam-lhe que, ao menos, eles pudessem tocar a orla da sua veste; e todos os que a tocavam ficavam sãos (Mateus 14.35,36). 

4. Eles devem cooperar. Eles têm de desejar pagar o preço da persistência para colaborar com sua agenda e disponibilidade. Você não está necessariamente precisando deles; eles precisam de você. Quando grandes homens queriam seriamente a ajuda de Cristo, achegavam-se a Ele onde quer que estivesse. 

5. Eles devem persistir. E eis que uma mulher cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada. Mas ele não lhe respondeu palavra (Mateus 15.22,23a). Perceba que Jesus se recusou a responder. Por quê? Nós, realmente, não sabemos o motivo, até Ele responder poucas frases depois: E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe, dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós. E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. Então, chegou ela e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me (Mateus 15.23b-25). 

Ela pediu, mas Jesus ignorou. Ela adorou; Jesus, então, respondeu. Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar o pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos. E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores. Então, respondeu Jesus e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé. Seja isso feito para contigo, como tu desejas. 

E, desde aquela hora, a sua filha ficou sã (Mateus 15.26-28). Existe uma razão para Deus ter deixado essa história na Bíblia para você. O pedido daquela mulher não moveu Jesus, mas, sim, a adoração dela. A apreciação dela comoveu Jesus, e a persistência dela a qualificou. Esses são os atributos que qualificam os feridos a receberem algo de você. 

Lembre-se: seu desígnio sempre será para alguém ferido.

-Dr. Mike Murdock - Livro O Designio

Billy Graham: “Um bom casamento envolve a esposa, o marido e Deus”

Um bom casamento não é algo que simplesmente acontece. Ele precisa de cuidados constantes. Você já teve um jardim? Se sim, você sabe q...