quarta-feira, 5 de julho de 2017

Casal de idosos morre com cerca de cinco horas de diferença em Santo Ângelo


O casal Albino Müller, 84 anos, e Ilma Zago Müller, 81, não passou muito tempo separado durante a vida. Começaram a namorar ainda na juventude e completaram 64 anos de união em 2017. Assim foi até um domingo, 25 de junho: os moradores de Santo Ângelo morreram com cerca de cinco horas de diferença.
No sábado anterior, Ilma, internada no Hospital de Santo Ângelo, preparava-se para uma nova cirurgia em razão de uma infecção. A complicação ocorreu após um procedimento que realizou em Passo Fundo para a retirada de um tumor na coluna.
Com risco de morte, a família conta que a cirurgia ocorreria na segunda ou na terça-feira, mas foi adiantada para o domingo. A intervenção envolvia riscos, mas era uma forma de tentar sanar as fortes dores sentidas por Ilma. 
Albino esteve na tarde de sábado no local com a esposa. Como sempre, ambos passaram horas juntos, conversaram e trocaram carinhos.
A família conta que, no último mês, quando começaram as diversas internações de Ilma, Albino andava sem energia. As rodadas de chimarrão, que gostava de tomar na companhia da esposa, diminuíram para uma ou duas cuias. Ele comia pouco no almoço e no café.
O abatimento era compreensível: o casal tinha como conhecido o hábito de conversar bastante. Até os últimos dias, durante as visitas da família ao município, a dupla se despedia por volta das 22h para dormir. Mas era possível ouvir que a conversa se estendia até perto da meia-noite.
— Não sei o que tanto tinham para conversar, era incrível — conta a filha Olívia.
Ela acredita que o pai tenha perdido a energia em razão da falta que sentia da companheira.
— Ele via a mãe sofrendo, acho que isso pesou e ele sentiu. Meus irmãos me contaram que visitaram ela no hospital na sexta-feira (23) e ela disse: "Se eu morrer, teu pai não vai durar uma semana", e aí os dois faleceram no domingo — finaliza Olívia.
Foi na manhã do domingo da cirurgia de Ilma que uma das filhas do casal, Cleusa, notou a demora do pai para sair da residência e foi procurá-lo. Ela mora na casa ao lado de onde moravam os pais. Resolveu deixá-lo descansar um pouco mais e, depois, foi chamar Albino para o tradicional chimarrão que dividiam pela manhã.
No quarto dos pais, Cleusa encontrou Albino desacordado na cama do casal. Ele teria falecido por volta das 7h30min daquela manhã, vítima de um infarto.
Ilma entraria em cirurgia pouco depois, por volta das 9h, sem saber da notícia sobre o companheiro: decisão tomada pela família para evitar sofrimento nos momentos que antecederam o procedimento. Ainda assim, a idosa não resistiu e morreu durante a operação, por volta do meio-dia.
O velório e o enterro do casal ocorreram na segunda-feira, 26 de junho, um dia após a morte de ambos. Os corpos foram enterrados no Cemitério Padre Roque Gonzales, em Santo Ângelo, jazigo que já estava reservado ao casal.
A união
Ilma e Albino nasceram e se conheceram no município de Vitória das Missões. Alguns anos depois do casamento, mudaram-se para Santo Ângelo, em busca de trabalho e uma vida melhor. Albino trabalhou como funcionário público e Ilma como dona de casa.
Eles deixam os filhos Olívia, Arlindo, Wilson e Cleusa. Tiveram também os netos Renata, Laura, Leonardo e Luciano (falecido), e a bisneta Rafaela.
-via Jornal Zero Hora

Conversa De Aniversario

    Faltando 23 dias para meu Aniversario... estava aqui meditando  ... Todo nascimento é uma celebração.. fomos feito com perfeição...