segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

SUA OBSESSÃO POR SEU DESÍGNIO DETERMINA O SUCESSO QUE ELE TERÁ


O sucesso exige uma decisão sua; o fracasso requer, meramente, uma permissão sua.
3 elementos necessários para completar seu desígnio
Consciência sobre seu desígnio Desenvolvimento do seu desígnio Obsessão por seu desígnio.

A consciência sobre seu desígnio pode vir por intermédio de seus pais. Samuel era um jovem notável que cresceu no templo sob a orientação do sacerdote Eli. Samuel, um dos maiores homens do Antigo Testamento, não só ungiu Saul, mas também ungiu Davi para suceder ao reinado de Saul. Ana, a mãe de Samuel e uma das mulheres mais notáveis do Antigo Testamento, chorava e soluçava no templo. Ela, pois, com amargura de alma, orou ao SENHOR e chorou abundantemente (l Samuel 1.10). Ana desejava ardentemente ter um filho, um menino, e estava disposta a fazer um voto para que isso acontecesse. Foi um voto de isolamento, perda e separação de seu filho. E votou um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, mas à tua serva deres um filho varão, ao SENHOR o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha (l Samuel 1.11). 

Pais sábios sempre orientam seus filhos de acordo com o desígnio deles. Ana levou Samuel para Eli. E, havendo-o desmamado, o levou consigo, com três bezerros e um efa de farinha e um odre de vinho, e o trouxe à Casa do SENHOR, a Silo. E era o menino ainda muito criança. E degolaram um bezerro e assim trouxeram o menino a Eli. E disse ela: Ah! Meu senhor, viva a tua alma, meu senhor; eu sou aquela mulher que aqui esteve contigo, para orar ao SENHOR. Por este menino orava eu; e o SENHOR me concedeu a minha petição que eu lhe tinha pedido. Pelo que também ao SENHOR eu o entreguei, por todos os dias que viver; pois ao SENHOR foi pedido. E ele adorou ali ao SENHOR (l Samuel 1.24-28). Ela explicou sobre seu isolamento em relação ao seu filho. Ela deixou Samuel ciente do voto que ela fizera e de que ele, agora, pertencia a Deus. Ele foi impulsionado a desenvolver uma vida focada na presença do Senhor.

6 passos de ação para desenvolver uma obsessão por seu desígnio:

1. Desenvolva-se e prepare-se para o seu desígnio. Você não nasceu capacitado — deve tornar-se habilitado. Jesus levou 30 anos, e Moisés, 80. A preparação exige mentores, diligência e foco. E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens (Lucas 2.52).

2. Desenvolva uma obsessão por seu desígnio. O apóstolo Paulo é um exemplo perfeito. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prémio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus (Filipenses3.13,14). 

3. Torne-se impiedoso em remover qualquer distração de seu desígnio. Assim, pois, qualquer de vós que não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo (Lucas 14.33). Porque onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração (Lucas 12.34).

4. Nunca considere qualquer alternativa além de seu desígnio. E Jesus lhe disse: Ninguém que lança mão do arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus (Lucas 9.62).

5. Espere que Deus envie alguém que o conscientize a respeito de seu desígnio. Abigail agitou a mente de Davi ao lembrá-lo do seu lugar de destino no trono. Ele mudou o plano de matar Nabal e seus servos para esperar o tempo de Deus (leia l Samuel 25).

6. Antecipe rapidamente o mover de Deus para completar o desígnio dele por meio de você. E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir (Jeremias 1.12).

Um dos maiores evangelistas de cura do mundo sempre disse: "Deus falou comigo e instruiu-me a trazer Seu poder de cura para a minha geração". A consciência sobre seu desígnio e sua obsessão por orar pelos doentes geraram um sucesso incrível em seu ministério. Se você tiver sucesso, será porque tomou a decisão de obedecer à voz de Deus; se falhar, será por causa da desobediência deliberada ou por ignorar os planos do Senhor em sua vida. Ninguém mais é responsável por você. 

Você é responsável por seu próprio desígnio. Portanto, mexa-se rapidamente em favor disso. Seus compromissos diários devem revelar sua obsessão por seu desígnio, suas amizades têm de refletir sua obsessão por seu desígnio, suas conversas precisam girar em torno do seu desígnio. 

Lembre-se: sua obsessão por seu desígnio determina o sucesso que ele terá.

-Dr. Mike Murdock - Livro O Designio

Favor de Deus Não Habita na Desonra

Nesta manhã, quero te dar um conselho especial e muito importante... Por favor, pare de honrar aqueles que não te respeitam, não são ...